Soteropolitanos poderão utilizar o metrô no segundo semestre de 2012, garante João Henrique

23/12/2011 00:24

O anúncio foi feito na coletiva de imprensa realizada hoje


Da Redação
(redacao@portalibahia.com.br)

Em mais um capítulo da história do metrô de Salvador, o prefeito João Henrique anunciou que o transporte poderá ser utilizado pelos soteropolitanos no segundo semestre de 2012. O comunicado foi feito durante a coletiva de imprensa concedida nesta quinta-feira (22) para fornecer maiores informações sobre os testes que vem sendo realizados no metrô. O prefeito, junto com o chefe da Casa Civil, João Leão, e o secretário de Transportes e Infraestrutura (Setin), José Mattos, realizaram a primeira viagem de teste dos trens entre a Estação da Lapa e a Estação Acesso-Norte. 

“Valeu a pena o esforço, enfrentamos muitas dificuldades, houve muitas pedras no caminho, mas Salvador tem muito o que comemorar, afinal já no segundo semestre toda a população poderá desfrutar de mais um serviço de mobilidade urbana”, destacou o Prefeito, depois de percorrer os seis quilômetros do trecho. Além do secretários, a nova mulher do prefeito, Tatiana Paraíso, que é subsecretária de saúde do Município também esteve presente ao evento.

Prefeito garantiu que em 2012 o metrô estará disponível para a população


As operações com o metrô foram iniciadas no último dia cinco de dezembro e devem durar por cinco meses. Neste período, serão avaliados os sistemas estáticos e dinâmicos como segurança dos vagões (freio e tração) e das vias.  Até o momento, os trens se movimentam sem cargas. Logo após a verificação do sistema técnico, são feitos os testes com movimentação - inspeção e preparo dos trens para os experimentos envolvendo cargas. Este procedimento é habitual e necessário para que o metrô possa ser liberado.

De acordo com a Secretaria Municipal dos Transportes Urbanos e Infraestrutura (Setin), as verificações com carga devem começar em janeiro de 2012. Depois disso, os cidadãos poderão fazer o trajeto no tempo médio de 15 minutos entre as duas estações.


Verbas
O funcionamento do metrô no primeiro ano terá investimento direto do Ministério das Cidades, com o emprego de um aporte de R$ 33 milhões. Este recurso permitirá subsidiar a passagem do metrô e as operações do sistema. A expectativa é que cerca de 25 mil pessoas façam o trajeto diariamente. Além disso, o sistema será interligado com as linhas de ônibus das estações Lapa, Brotas e Acesso Norte. 

Testes do metrô devem durar cinco meses